4 experiências incríveis que um intercâmbio de férias pode proporcionar

Muita gente sonha em passar um tempo fora do país buscando unir o útil ao agradável: conhecer um lugar diferente e garantir um diferencial no currículo. Para quem deseja fluência em inglês, o intercâmbio é visto também como um facilitador, mas acaba esbarrando em obstáculos como os custos elevados e a interrupção da formação escolar ou universitária. A boa notícia é que uma experiência internacional não precisa ter longa duração para ser bem aproveitada. É possível optar por um programa de férias, em que o período da viagem não atrapalha os estudos, torna-se financeiramente viável e oportuniza aprendizados que ficam para a vida inteira.

Confira 4 coisas que fazem um intercâmbio de férias valer a pena!

1. Descobrir pessoas e culturas fascinantes

Estar em outro país significa lidar com hábitos e regras que contrastam em relação ao que se está acostumado. É provar novos sabores de comidas, conhecer uma outra maneira de organização dos meios de transporte, um outro modelo de educação e novidades cada um dos pontos que envolvem a cultura local.

Há diferenças óbvias, que já se chega sabendo, mas há detalhes surpreendentes que só quem vivencia é capaz de saber. Por isso, é preciso ir aberto para viver essas experiências, mergulhar no que o país tem a oferecer, e não pensar no que se pode estar perdendo no Brasil.

Saiba que indo para um intercâmbio você certamente conhecerá não só pessoas daquele lugar, mas do mundo todo, que estão fazendo o mesmo que você. Aproveite para fazer amigos e conhecer histórias especiais.

2. Turbinar o inglês

Existem vários programas de intercâmbio focados em cursos de inglês que podem variar de uma semana a um mês. Nesses casos, é possível viajar tendo um conhecimento básico ou intermediário da língua, desde que seja o suficiente para realizar os procedimentos legais, como por exemplo passar pelo controle de imigração no aeroporto, e se virar bem dentro da cidade.

Mesmo alunos que já possuem um nível avançado muitas vezes se sentem inseguros em relação à pronúncia e ao vocabulário, e o intercâmbio ajuda a aperfeiçoar. Não é preciso ter vergonha de errar na hora das conversas, já que o objetivo dos cursos oferecidos é exatamente praticar a fala.

É hora de se jogar de cabeça! Ao deparar-se com diversas situações cotidianas, como ter que fazer um pedido numa lanchonete, situar-se nas ruas e pedir informações, os estudantes vão desenvolvendo o que aprendem de uma forma mais natural.

Diferentemente de quando são trabalhadas apenas circunstâncias hipotéticas em sala de aula, tem-se a chance de viver necessidades reais de se comunicar, conversar com falantes nativos e assimilar expressões informais que nem sempre aparecem nos livros didáticos.

3. Adquirir mais responsabilidade e autonomia

O choque cultural faz com que, mesmo se tratando de um período breve, os intercambistas conquistem mais autonomia. Contratempos que podem ocorrer na viagem não são motivos para amedrontamento, mas servem para o crescimento pessoal.

Longe da família e dos amigos, o aluno precisa enfrentar os problemas que surgirem e correr atrás do que deseja. Não há alguém que vai fazer tudo por ele. Por isso, é comum adolescentes voltem de um intercâmbio mais conscientes e responsáveis. Aprendem a se adaptar, a serem mais respeitosos e mais compreensivos, uma vez que se deparam com desafios e expectativas não correspondidas.

4. Fazer passeios fora do roteiro tradicional

A proposta de um intercâmbio é ser uma experiência imersiva, diferente de uma viagem de turismo. É claro que todo mundo quer visitar e tirar foto nos cartões postais da cidade, mas, quando se vai passar uma ou mais semanas no local, há tempo para fazer passeios alternativos que podem render histórias super exclusivas e dar uma melhor noção (não estereotipada) do país em que se está.

Os próprios professores do curso de inglês, pessoas que moram no país, podem indicar atrações que estão fora dos roteiros turísticos tradicionais. As dicas de quem é nativo são valiosas, por isso perguntar quais são os restaurantes, parques e outros tipos de lugar que eles gostam de ir aos finais de semana é obrigatório.

Curiosidades sobre intercâmbio de férias

Segundo uma pesquisa feita em 2017 pela Belta, a associação das agências de intercâmbio no Brasil, 89% dos intercambistas brasileiros escolhem ir para o Canadá. O país norte americano figura há 13 anos consecutivos como destino mais procurado, na maioria dos casos com a intenção de fazer um curso de idiomas.

Detalhes como a segurança e preços atrativos justificam a preferência pelo Canadá, mas a lista de países que mais interessam ao brasileiros inclui outros lugares em que o inglês é a língua oficial: Estados Unidos, Austrália, Irlanda, Reino Unido, Nova Zelândia e África do Sul.

Saiba mais sobre ótimas possibilidades de intercâmbio clicando aqui!

Deixe um comentário